3 eventos ao vivo

Espanha: Rajoy pede dissolução definitiva da ETA

21 fev 2013
09h25
atualizado às 09h47
  • separator
  • 0
  • comentários

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, pediu nesta quinta-feira a "dissolução definitiva" da organização separatista armada basca ETA, três dias depois de um de seus ex-dirigentes ter lamentado o dano às vítimas "sem nenhuma responsabilidade no conflito".

"O mais importante é que o ETA tome a decisão definitiva, concorde e transmita à opinião pública, de sua dissolução definitiva como organização terrorista", declarou Rajoy no Congresso dos Deputados.

O chefe de governo respondeu assim a um parlamentar do Partido Nacionalista Basco (PNV), Aitor Esteban, que defendeu a "definitiva pacificação, mas sobretudo a reconciliação.

Muito enfraquecido, o ETA anunciou em 20 de outubro de 2011 o fim da violência, mas sem decretar a dissolução nem entregar as armas, como exige o governo.

Na segunda-feira, o ex-chefe militar do ETA Garikoitz Aspiazu, conhecido como "Txeroki", lamentou o dano às vítimas sem nenhuma responsabilidade neste conflito". O governo espanhol rejeitou as desculpas, que chamou de "dialética hipócrita", e reiterou a exigência de uma dissolução do ETA.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade