0

Embaixador de Israel denuncia antissemitismo na Espanha

16 jul 2011
16h23
atualizado às 17h15

O embaixador de Israel na Espanha, Raphael Schutz, denunciou o ódio e o antissemitismo que ele diz existir na sociedade espanhola, acrescentando que irá deixar seu cargo em uma mensagem publicada neste sábado no site da Embaixada de Israel. "Estou terminando meu período de quatro anos como embaixador de Israel na Espanha e volto a meu país para continuar minha carreira diplomática no Ministério de Relações Exteriores em Jerusalém", escreveu.

"Não há dúvidas de que a Embaixada durante este período passou por períodos difíceis", alegou, referindo-se aos "dias da operação militar em Gaza", em janeiro de 2009, e à "flotilha turca e suas consequências", em maio de 2010. "O fato de ter sentido na própria carne parte do ódio do antissemitismo que existe na sociedade espanhola é algo que levo comigo", desabafou, para depois reconhecer que "também vivi momentos muito positivos, fervorosos e emocionantes durante os últimos anos".

A Espanha afirmou em meados de junho, por ocasião da visita do chefe da diplomacia palestina, Riad al-Malki, querer reativar as negociações com Israel para alcançar o reconhecimento do Estado palestino. A ministra espanhola de Assuntos Exteriores, Trinidad Jiménez, reiterou o compromisso da Espanha na criação de um Estado palestino, considerando que este é a única maneira de se conseguir uma paz global e duradoura no Oriente Médio.

Veja também:

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade