0

Cão sobrevive após ser envenenado e enterrado vivo na França

19 out 2012
16h08
atualizado às 16h23
  • separator

A história de um cão francês vem sendo considerada um verdadeiro milagre. O Jack Russel Terrier Ethan sobreviveu depois de ser envenenado e enterrado vivo. Segundo a agência AP, um "exército" se mobilizou para salvar a vida do cão: o homem que o retirou da sepultura, os bombeiros e um veterinário.

O Jack Russel Terrier Ethan, 3 anos, sobreviveu depois de ser envenenado e enterrado vivo
O Jack Russel Terrier Ethan, 3 anos, sobreviveu depois de ser envenenado e enterrado vivo
Foto: AP

Sabrina Zamora, presidente de uma associação de proteção aos animais em Charleville-Mézières, disse que Ethan estava "chato como uma panqueca" quando foi resgatado, na última terça-feira.

"É extraordinário. A gente só vê isso em filmes", afirmou o veterinário Philippe Michon. E completou: "ele voltou à vida sem nenhum arranhão. É um milagre". Michon contou que quando os bombeiros levaram o animal ao seu consultório, ele estava completamente frio e mal respirava. O veterinário usou garrafas de água quente para aquecer o corpo, aparentemente sem vida, de Ethan. Dentro de 24 horas, para surpresa de todos, ele já estava de pé.

O veterinário e a assistente social afirmaram que um homem caminhava pela rua quando notou uma movimentação estranha no solo, provavelmente resultado de convulsões que o animal teve em função do envenenamento. O homem, então, buscou uma pá e cavou até resgatá-lo.

Ethan, que passou por tudo isso no dia de seu terceiro aniversário, foi identificado graças a um microchip. A polícia investiga o caso.

Veja também:

Drone captura destruição após terremotos na Croácia
Fonte: Terra
publicidade