2 eventos ao vivo

Cameron diz que "nada no Islã" justifica assassinato do soldado

23 mai 2013
08h10
atualizado às 08h24

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, afirmou hoje que "nada no Islã justifica" o assassinato de um soldado na quarta-feira em Londres, cometido supostamente por dois radicais islâmicos, e destacou que só foi responsabilidade de seus autores.

Em declaração perante sua residência oficial de Downing Street, Cameron assegurou que o Reino Unido mostrará "resolução contra o terrorismo e o extremismo", ao mesmo tempo em que destacou que todas as comunidades do país "compartilham" essa mesma visão.

EFE   
publicidade