1 evento ao vivo

Ativista francês da extrema direita se mata na catedral de Notre Dame

21 mai 2013
13h13
atualizado às 16h46

A polícia francesa retirou as pessoas da Catedral de Notre Dame em Paris nesta terça-feira depois de um famoso ativista de extrema-direita deu um tiro na própria boca e cometeu suicídio em frente ao altar principal da catedral, disse uma fonte policial.

Dominique Venner, de 78 anos, é um historiador conhecido na França por seus ensaios políticos de extrema direita. Ele carregava uma carta quando cometeu suicídio, mas não fez nenhuma declaração antes de efetuar o disparo no meio da tarde (horário local), disse a fonte.

Uma mensagem publicada em seu blog com a data desta terça, 21 de maio, criticava uma lei aprovada pelo governo socialista francês que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A catedral de Notre Dame é um dos pontos turísticos mais visitados de Paris.

(Reportagem de Nicolas Bertin)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade