0

Aos 85 anos, Papa diz que está em "última etapa" da vida

16 abr 2012
16h02

O papa Bento XVI comemorou seu 85º aniversário na segunda-feira, dizendo que agora ele está na "última etapa" de sua vida, mas tem certeza de que Deus o ajudará a continuar com sua missão. Bento XVI, que recentemente tem parecido cansado, é um dos pontífices mais velhos da história - ele já tem mais idade que seu antecessor João Paulo 2o tinha quando morreu em 2005.

O papa rezou uma missa de ação de graças com a presença de bispos alemães e assessores próximos. Depois disso, crianças com trajes típicos da Baviera dançaram para ele na Sala Clementina, no Vaticano. "Eu me encontro diante da última etapa da estrada da minha vida", disse Bento XVI em alemão, durante a missa matinal de uma capela do Vaticano.

Ele disse estar confiante de que a luz de Deus o ajudará a "seguir com convicção". Bento XVI é agora o papa mais velho no cargo desde Leão 13, que morreu aos 93 anos em 1903 após liderar a Igreja Católica por 25 anos. Na quinta-feira, o pontífice comemorará outra data: o sétimo aniversário de sua eleição.

O papa tem se mostrado cansado especialmente desde a viagem ao México e a Cuba no mês passado, seguida por uma semana movimentada de cerimônias que culminou na Páscoa. Mas ele estava alerta e sorridente na segunda-feira. Falando os fiéis e aos turistas da Praça São Pedro no domingo, ele pediu por orações "para que Deus me dê força para levar adiante a missão que ele me confiou".

O irmão mais velho de Bento XVI, o monsenhor Georg Ratzinger, viajou para a Itália para as comemorações, às quais também estiveram presentes alguns políticos da Baviera. "Acho que ele não viajará mais tanto, porque é um esforço cada vez maior", disse Georg Ratzinger, 88 anos, à agência de notícias católica alemã KNA no começo do mês. Vaticano anunciou que Bento XVI visitará o Líbano ainda este ano.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade