publicidade
14 de dezembro de 2012 • 20h07 • atualizado às 21h20

Álcool causa um quarto das 30 mil mortes nas estradas da UE

 

O abuso de álcool causa cerca de um quarto das 30.000 mortes em acidentes de trânsito na União Europeia a cada ano, segundo relatório divulgado na sexta-feira pelo Observatório Europeu de Drogas e Toxicodependência (OEDT).

"Cerca de 30.000 pessoas morrem em acidentes de trânsito na UE a cada ano e o álcool, responsável aproximadamente por um quarto das mortes, continua sendo a principal substância que põe em risco as vidas nas estradas da Europa", destacou a OEDT, cuja sede fica em Lisboa.

Este relatório é fruto de um estudo realizado entre 2006 e 2011 em 13 países da UE.

Cinquenta mil motoristas foram examinados aleatoriamente com análises para detectar rastros de 25 substâncias psicoativas, entre as quais drogas ilícitas, álcool e medicamentos.

O estudo revelou que a maconha é a droga ilegal detectada com mais frequência, seguida da cocaína e das anfetaminas. No que diz respeito aos medicamentos, os mais comuns foram as benzodiazepinas, principal componente dos tranquilizantes.

Os autores do estudo estudaram em nove países, de 2006 a 2010, as causas de acidentes em que os motoristas ficaram gravemente feridos ou morreram.

As análises realizadas nestes nove países, 24,4% dos motoristas feridos e 31,7% dos mortos testaram positivo para álcool.

O percentual mais importante de motoristas mortos foi registrado em Portugal, enquanto a Bélgica tem o maior número de motoristas feridos.

AFP AFP - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização.