0

Tornado devasta região centro-oeste dos EUA e deixa 37 mortos

20 mai 2013
21h04
atualizado às 22h20

Um enorme tornado com ventos de até 320 quilômetros por hora atingiu a localidade de Moore, nos arredores de Oklahoma City, nos Estados Unidos, matando pelos menos 37 pessoas, disse a chefe-administrativa do Instituto Médico Legal de Oklahoma, Amy Elliot, acrescentando que o número de vítimas fatais pode subir.

O poderoso tornado, que tocou o solo no meio da tarde, devastou pelo menos duas escolas primárias e deixou um rastro de destroços, enquanto um perigoso sistema climático ameaçava 10 Estados do país.

A TV KFOR mostrou partes de casas destruídas, carros revirados e empilhados e pelo menos um prédio em chamas. Equipes de resgate estavam retirando alunos de uma escola primária severamente danificada, disse um repórter da emissora, e imagens aéreas mostraram socorristas vasculhando os escombros.

"Eu nunca vi nada como isso em meus 18 anos cobrindo tornados aqui em Oklahoma City. Este é sem dúvida o mais horrível", disse o repórter Lance Oeste, da KFOR.

O Serviço Nacional de Meteorologia classificou preliminarmente o tornado como EF4, na Escala Enhanced Fujita, a segunda maior categoria, com ventos de até 320 quilômetros por hora. "Parece que o nosso pior medo se materializou hoje", disse o meteorologista Bill Bunting, em Norman, Oklahoma.

O fenômeno natural surgiu no auge da temporada de furacões e havia previsão de mais tempestades. No domingo, tornados mataram duas pessoas e feriram 39 em Oklahoma, no centro-oeste dos Estados Unidos.

Nesta segunda-feira, meteorologistas orientaram moradores a se abrigarem imediatamente contra uma gigantesca tempestade que ameaça até 10 Estados na parte central dos Estados Unidos.

"O tornado sobre o terreno neste momento é enorme e atingiu áreas populosas", disse a governadora de Oklahoma, Mary Fallin, à CNN. Ela afirmou que é cedo para avaliar os estragos, mas as TVs mostraram ao vivo uma vasta destruição.

Brynn Kerr, do Serviço Nacional de Meteorologia, disse que um alerta de tornado foi emitido para dois condados na região central de Oklahoma.

O Serviço Nacional de Meteorologia previu pelo menos 10 por cento de chances de tornado em partes de Texas, Oklahoma, Arkansas, Kansas, Missouri e Illinois. Em áreas de quatro outros Estados - Wisconsin, Indiana, Michigan e Iowa - a chance é de 5 por cento.

A região de maior risco inclui Joplin, no Missouri, que na quarta-feira marca os dois anos de um violento tornado que matou 161 pessoas.

A tempestade de domingo causou danos a centenas de imóveis, e aproximadamente 7.000 clientes estavam sem energia em Oklahoma. A governadora Fallin decretou estado de calamidade em 16 condados.

A temporada de tornados nos Estados Unidos estava excepcionalmente tranquila até a semana passada, quando um deles atingiu Granbury, no Texas, matando seis pessoas.

Testemunhas disseram que o tornado desta segunda-feira parecia mais feroz do que o gigante que rasgou a região em 3 de maio de 1999, matando mais de 40 pessoas e destruindo milhares de casas. Aquele tornado foi classificado como categoria EF5, o que significa que teve ventos acima de 320 quilômetros por hora.

(Reportagem adicional de Lindsay Morris, Carey Gillam, Nick Carey e Brendan O'Brien)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade