0

Suspeito de enviar cartas envenenadas será levado à justiça americana

18 abr 2013
16h58
atualizado às 17h05
  • separator

Um morador do Mississippi (sul dos Estados Unidos) foi acusado de ter enviado "voluntariamente e conscientemente" por correio uma carta envenenada ao presidente Barack Obama, anunciou o Departamento de Justiça.

Paul Kevin Curtis, de 45 anos, preso na quarta-feira em sua casa em Corinth, Mississippi, será apresentado ainda hoje a um juiz federal do estado para ser formalmente acusado.

Se for declarado culpado, pode ser condenado a até 15 anos de prisão, três de liberdade condicional, e multa de 50.000 dólares, de acordo com um comunicado do governo.

Segundo a ata de acusação, o homem é processado "por ter enviado por correio, intencionalmente e com conhecimento de causa, uma carta, papel escrito ou documento, com uma ameaça que poderia custar a vida ou causar ferimentos ao presidente dos Estados Unidos."

Paul Curtis "é suspeito de enviar três cartas que continham uma substância granular, que testou positivo para ricina".

O FBI anunciou na quarta-feira que havia interceptado uma carta endereçada a Barack Obama, um dia após a identificação de uma carta semelhante ao senador republicano Roger Wicker.

Uma terceira carta, idêntica às anteriores, foi enviada para um juiz do Mississippi, Sadie Holland.

Veja também:

Miley Cyrus incentiva fãs a votarem nas eleições americanas
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade