0

Sem documento válido, Snowden segue "preso" em aeroporto de Moscou

26 jun 2013
06h46
atualizado às 07h46
  • separator
  • 0
  • comentários

O americano Edward Snowden, responsável por vazar informações sobre programas de vigilância dos Estados Unidos, permanece nesta quarta-feira na zona de trânsito do aeroporto de Moscou por não ter um documento de viagem válido, uma vez que Washington revogou seu passaporte, informa a agência de notícias russa Interfax. O governo da Rússia ainda reiterou hoje que nenhuma ameaça americana obrigará o país a entregar Snowden, que é acusado pelos EUA de espionagem e pediu asilo político ao Equador.

Edward Snowden é acusado de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo dos EUA
Edward Snowden é acusado de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo dos EUA
Foto: AP

"O passaporte americano de Snowden está cancelado e não há nenhum outro documento que certifique sua identidade. Portanto, não existe outro remédio do que permanecer no terminal de embarque de Sheremetyevo, já que ele não pode nem entrar na Rússia nem comprar uma passagem", explicou uma fonte à Interfax.

O presidente russo, Vladimir Putin, reconheceu ontem a chegada ao país de Snowden, mas a imprensa não confirmou até agora sua presença no principal aeroporto internacional da Rússia. apesar de já terem passado quase 72 horas desde sua chegada procedente de Hong Kong.

"Não há dependências secretas no aeroporto. Mas há quartos para o descanso das tripulações e seguranças, também na zona de embarque. O senhor Snowden poderia estar em um desses quartos", disse à Interfax um funcionário de Sheremetyevo.

A companhia aérea nacional da Rússia disse que ele não fez reserva em qualquer voo da empresa para os próximos três dias. "Eles não estão voando hoje, e não ao longo dos próximos três dias", disse um representante da Aeroflot no balcão de transferência do aeroporto de Sheremetyevo quando perguntado se Snowden e sua advogada, Sarah Harrison, tinham passagens para embarcar em algum voo nesta quarta-feira. "Eles não estão no sistema."

Enquanto Snowden segue no aeroporto, a Rússia permanece com sua posição de não extraditá-lo para os Estados Unidos. "As ameaças dos Estados Unidos contra a Rússia e a China no caso Snowden não darão nenhum resultado" escreveu no Twitter Alexei Pushkov, presidente da comissão das Relações Exteriores da Duma (câmara baixa do Parlamento russo).

O governo dos Estados Unidos solicitou a extradição de Snowden, que desembarcou no domingo em Moscou, procedente de Hong Kong. O secretário de Estado John Kerry alertou Moscou e Pequim que o caso Snowden terá consequências nas relações com os Estados Unidos.

Snowden, 30 anos, se refugiou em Hong Kong em maio antes de revelar documentos sobre o amplo programa de espionagem da NSA.

Ex-CIA abandonou dançarina de pole dance para denunciar governo 

Com informações das agências internacionais

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade