publicidade
24 de maio de 2013 • 13h37

Satélite meteorológico dos EUA falha logo antes de temporada de furacões

 

Um satélite-chave posicionado para acompanhar o clima no leste dos Estados Unidos falhou logo antes do início da temporada de furacões no Atlântico de 2013.

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA, na sigla em inglês) ativou um satélite de reposição, que irá fornecer cobertura sobre a Costa Leste, enquanto tenta consertar o satélite quebrado, disse a agência em um relatório em seu site, nesta sexta-feira.

"Não há estimativa sobre o retorno às operações neste momento", disse o NOAA.

A temporada de furacões no Atlântico e Caribe começa em 1o de junho e dura seis meses.

A NOAA prevê que a temporada deste ano será "extremamente ativa", com 13 a 20 tempestades tropicais e de 7 a 11 furacões.

Os três satélites geoestacionários atuais da agência em operação, conhecidos como Goes, foram construídos pela Boeing e projetados para durar 10 anos. O satélite com defeito, Goes-13, foi lançado em 2006.

A NOAA normalmente opera duas naves espaciais Goes sobre os Estados Unidos, observando o leste e o oeste, além de uma em órbita de reposição. Os satélites são equipados com geradores de imagens para observar nuvens e tempestades em desenvolvimento, e dispositivos para medir temperaturas e umidade.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.