0

Orca mata treinadora em frente ao público em parque nos EUA

24 fev 2010
19h02
atualizado em 25/2/2010 às 12h19

Uma treinadora do parque temático Seaworld Orlando, no Estado da Flórida, morreu nesta quarta-feira depois de ser atacada por uma baleia assassina em frente à plateia. John Mulhall, porta-voz da equipe de resgate, afirmou que paramédicos foram chamados para o estádio Shamu, no parque temático, onde encontraram a funcionária Dawn Brancheau já sem vida.

"Uma de nossas mais experientes treinadoras de animais se afogou em um incidente com uma de nossas orcas nesta tarde", afirmou Dan Brown, gerente-geral da franquia. "Este é um momento extremamente difícil para todos no parque Seaworld", disse Brown.

O porta-voz Jim Solomon, da polícia do condado de Orange, negou as informações iniciais dadas pela imprensa americana que indicavam que a baleia teria arrastado e atacado a treinadora no tanque. "Aparentemente, ela caiu e foi fatalmente ferida por uma das baleias", dsise Salomon.

Vitoria Biniak, que testemunhou o acidente, disse a uma equipe de televisão que a treinadora tinha acabado de explicar ao público o show que eles estavam prestes a ver. Segundo Vitoria, a baleia surgiu de repente, atingiu Brancheau em torno da cintura e "a sacudiu violentamente" ao ponto de seus calçados caírem. Após o acidente, o público foi retirado e o parque foi fechado.

A orca chamada Tilikum, que significa amigo na língua dos índios Chinook, é uma das baleias que participam dos espetáculos com animais marinhos nos parques do Seaworld, que incluem ainda golfinhos e focas.

Pelo menos dois outros casos de ataques a treinadores foram registrados nos parques Seaworld. Em novembro de 2006, o treinador Kenneth Peters, 39 anos, foi mordido várias vezes por uma orca durante um show na filial do parque do em San Diego, no Estado da Califórnia. Ele escapou com um pé quebrado. Em 2004, outra baleia do parque, em San Antonio, no Texas, tentou morder um dos treinadores.

Tilikum esteve envolvida em outros incidentes, incluindo a morte, em 1991, de um treinador no centro Sealand Of The Pacific, no Canadá.

Com agências internacionais

Fonte: Redação Terra
publicidade