5 eventos ao vivo

Obama pede que Congresso dos EUA adie decisão sobre ataque à Síria

Presidente norte-americano se pronunciou sobre a situação na Síria e disse que vai priorizar solução diplomática

10 set 2013
21h49
atualizado em 11/9/2013 às 08h39
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu ao Congresso que adie a decisão de autorizar ou não uma ação militar contra a Síria enquanto ele analisa a iniciativa diplomática proposta pela Rússia para que bashar al-Assad entregue suas armas químicas. "Surgiu uma luz no fim do túnel", disse o presidente norte-americano em pronunciamento na noite desta terça-feira. 

"Não vou colocar soldados em terra na Síria", disse Obama
"Não vou colocar soldados em terra na Síria", disse Obama
Foto: AP
Obama dá chance à negociação com a Síria

Em um discurso cheio de frases fortes, Obama disse ter certeza que foi o regime de Assad o responsável pelo ataque com armas químicas em agosto. "Nos últimos dois anos, resisti a tomar medidas contra a Síria. Mas tudo mudou em agosto, após o uso de armas químicas".

Ele disse que exames em amostras coletadas comprovam que gás sarin foi utilizado. "Se nós não agirmos, o regime de Assad não vai parar de usar armas químicas", afirmou Obama.

Obama também pediu às Forças Armadas que mantenham a "pressão" contra o regime de Assad e que continuem preparadas para "responder" perante um possível ataque militar. Além disso, considerou que é "cedo demais" para determinar se dará resultado a proposta russa para que o regime sírio ceda o controle de seu arsenal químico à comunidade internacional, mas que é importante tentar.

"E qualquer acordo deve verificar se o regime de Assad manterá os seus compromissos. Mas essa iniciativa tem o potencial para remover a ameaça de armas químicas sem o uso da força."

Os EUA querem atacar a Síria como punição pelo ataque com armas químicas de 21 de agosto que, segundo autoridades norte-americanas, matou 1.429 pessoas. Assad nega ter usado essas armas e a Rússia diz que também há dúvidas sobre a autoria do ataque.

Guerra na Síria para iniciantes
AFP AFP
AFP AFP

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/raio-x-maquina-guerra/" href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/raio-x-maquina-guerra/">Raio-x de uma máquina de guerra</a>
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade