0

Obama pede cooperação contra terrorismo após ataque na Noruega

22 jul 2011
15h33
atualizado às 19h26

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enviou condolências à Noruega após ataques os mortíferos perpetrados nesta sexta-feira e pediu aos países mais cooperação contra o terrorismo. Discursando durante uma reunião com o primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, Obama afirmou que os ataques são "um lembrete de que toda a comunidade internacional tem o papel de prevenir este tipo de terror".

"Temos que trabalhar juntos de forma cooperativa na inteligência e em termos de prevenção deste tipo de ataques horríveis", afirmou Obama. O presidente americano, que visitou Oslo em 2009 para receber o prêmio Nobel da Paz, relembrou com carinho a recepção que teve no país e afirmou que "gostaria de estender pessoalmente minhas condolências ao povo da Noruega".

"Nossos corações estão com eles e forneceremos todo o suporte que pudermos", disse Obama, que recebeu mais cedo um relatório sobre os ataques de seu principal assessor de contraterrorismo, John Brennan. Os atentados, uma explosão próxima à sede do governo e um ataque em uma colônia da férias da juventude trabalhista, mataram pelo menos 11 pessoas.

O porta-voz do departamento de Estado, Heide Bronke Fulton, afirmou que os ataques são "desprezíveis" e disse que a embaixada em Oslo pediu para que todos os cidadãos americanos evitem o centro da capital norueguesa. "Os Estados Unidos ofereceram ajuda às autoridades norueguesas, mas não foram formuladas solicitações concretas até agora", afirmou Fulton.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade