PUBLICIDADE

Obama pede a Exército egípcio rápido retorno a governo democrático

3 jul 2013 20h55
| atualizado às 21h05
Publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou profunda preocupação com a deposição do presidente egípcio Mohamed Mursi nesta quarta-feira e pediu um rápido retorno a um governo civil democraticamente eleito.

Em uma nota por escrito comentando os acontecimentos dramáticos que se desenrolam no Cairo, Obama disse que tinha determinado a agências relevantes dos EUA a análise das implicações da intervenção militar para determinar se haveria algum impacto sobre a ajuda dos EUA.

Ele pediu que os militares egípcios evitem prisões arbitrárias de Mursi e seus partidários.

"Durante este período incerto, esperamos que os militares assegurem que os direitos de todos os homens e mulheres egípcias sejam protegidos, incluindo o direito de reunião pacífica e julgamentos livres e justos em tribunais civis", disse ele.

(Reportagem de Steve Holland e Roberta Rampton)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade