1 evento ao vivo

Obama convoca reunião de crise: "prioridade é salvar vidas"

29 out 2012
15h13
atualizado às 17h36

O presidente Barack Obama alertou nesta segunda-feira seus compatriotas contra a ameaça que representa o furacão Sandy, que poderá ter consequências desastrosas para o nordeste dos Estados Unidos. Falando rapidamente depois de uma reunião da célula de crise da Casa Branca, Obama pediu aos habitantes das zonas potencialmente vulneráveis à passagem do furacão que acatem as ordens de evacuação das autoridades locais.

Obama alertou para perigo do furacão Sandy e pediu que pedidos de evacuação sejam obedecidos
Obama alertou para perigo do furacão Sandy e pediu que pedidos de evacuação sejam obedecidos
Foto: AP

Saiba mais sobre o Sandy
Furacão Sandy paralisa transportes e fecha bolsa de NY
Obama cancela agenda na Flórida, Colorado e Wisconsin
"É perigoso, mas vamos nos sair bem", diz prefeito de NY
Veja fotos da preparação nos EUA e da evolução do furacão
Você sabe como é escolhido o nome de um furacão?

"A mensagem mais importante que eu quero passar para o público neste momento é: por favor, ouçam as autoridades locais. Quando lhes disserem para sair, vocês devem sair. Sem demora. Não pensem no que fazer... Não discutam as instruções que serão dadas a vocês", disse. "Esta é uma tempestade séria e poderá ter consequências potencialmente fatais se as pessoas não agirem de forma rápida o suficiente", acrescentou o presidente.

A passagem do furacão ocorre a uma semana das eleições presidenciais, marcadas para 6 de novembro. "Eu não estou preocupado, neste momento, com o impacto sobre a eleição. Estou preocupado com o impacto sobre as famílias, estou preocupado com o impacto sobre nossas equipes de resgate, estou preocupado com o impacto sobre nossa economia e transporte. A eleição vai acontecer por si só na próxima semana", disse Obama, questionado sobre a interferência do fenômeno natural no 6 de novembro.

"Neste momento, nossa prioridade número um é ter certeza de que estamos salvando vidas, que nossas equipes de resgate estão indo pro lugar certo, que as pessoas terão água e comida, e que, em caso de emergência, responderemos o mais rápido possível para colocar a economia de volta nos trilhos", completou Obama.

Mudança na agenda
Mais cedo, o democrata cancelou sua participação em um evento de campanha em Orlando, no Estado da Flórida, devido à passagem do furacão. Logo depois, foi anunciado também o cancelamento da agenda de Obama de terça- nos Estados de Wisconsin e Colorado.

Desde ontem, o chefe de Estado americano vem precisando equilibrar a agenda de candidato e a resposta do governo a um potencialmente enorme desastre natural, à medida que o furacão Sandy aproximava-se da Costa Leste dos EUA dias antes da eleição.

Obama também realizou uma teleconferência com governadores e prefeitos dos Estados no caminho da tempestade. "Minha principal mensagem a todos os envolvidos é que nós temos que levar isso a sério", disse. O presidente garantiu ainda que as autoridades de emergência estão confiantes de que equipamentos e pessoal suficientes estão disponíveis antes do impacto da tempestade.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade