1 evento ao vivo

Kerry fará "nova tentativa" de acordo com Rússia para a paz na Síria

6 mai 2013
16h37
atualizado às 17h00
  • separator

O secretário norte-americano de Estado, John Kerry, fará "uma nova tentativa" para ver se os Estados Unidos e a Rússia podem agir conjuntamente na busca de uma solução política que ponha fim à guerra civil na Síria, durante a visita que ele fará a Moscou nesta semana, disse uma autoridade de alto escalão dos Estados Unidos nesta segunda-feira.

Kerry parte para Moscou na tarde desta segunda-feira e, no dia seguinte, tem encontro marcado com o presidente russo, Vladimir Putin, para discutir vários assuntos, incluindo os programas nucleares iraniano e norte-coreano, o Afeganistão e o comércio bilateral.

Falando sob a condição de manter o anonimato, o funcionário sênior disse não saber se os dois países poderão ser capazes de avançar rumo a um plano político para a Síria, endossado por eles em 30 de junho de 2012, mas que nunca levou a resultado algum.

Esse plano, acertado em Genebra, tinha como objetivo conversações entre todas as partes para pôr fim à guerra civil que já custou mais de 70 mil vidas. No entanto, deixava em aberto a questão do destino do presidente sírio, Bashar al-Assad.

A Rússia diz que a saída de Assad do poder não pode ser uma precondição para o diálogo entre os sírios a fim de resolver o conflito.

"Temos o compromisso formal deles com o acordo de 30 de junho de 2012, de Genebra, mas agora precisamos ir além dos compromissos formais, para descobrir se existem maneiras de realmente avançar", disse.

"Não é nenhum segredo que até agora não fomos capazes de fazer isso, mas certamente queremos fazer uma nova tentativa, fazer mais um esforço, porque os acontecimentos no terreno se tornam consistentemente piores", acrescentou.

"O número de vítimas está aumentando, a taxa de mortes subiu e, como os ataques israelenses mostra, a situação está elevando a instabilidade na região", disse ele.

Israel fez duas incursões para bombardear alvos na Síria no fim de semana.

Na quarta-feira, Kerry viajará a Roma, onde encontrará a ministra da Justiça israelense, Tzipi Livni, que tem especial responsabilidade no processo de paz entre israelenses e palestinos, afirmou o Departamento de Estado.

Ele também irá se reunir com o chanceler jordaniano, Nasser Judeh, em Roma. As reuniões fazem parte dos esforços de Kerry para retomar as negociações de paz, que foram suspensas em 2010 devido ao impasse envolvendo os assentamentos judeus na Cisjordânia.

Veja também:

"Eu pensei: 'Vou morrer?'": a noiva surpreendida durante ensaio pela explosão no Líbano
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade