PUBLICIDADE

Estados Unidos

Homem morre após vencer concurso comendo baratas e vermes

9 out 2012 - 13h17
(atualizado às 15h10)
Compartilhar

Um homem nos Estados Unidos morreu depois de vencer um concurso no qual comeu durante quatro minutos mais de 20 insetos gigantes, baratas e vermes, para ganhar uma exótica cobra píton fêmea Ivora Ball avaliada em US$ 700, informou nesta terça-feira a imprensa na Flórida (sudeste). Edward Archbold, 32 anos, não era exatamente um amante das serpentes, mas na sexta-feira à noite se apresentou no concurso de insetos "Loucura da Meia-Noite", organizado na Loja de Répteis de Ben Siegel, em West Hillsboro Road, no balneário de Deerfield Beach, 72 km ao norte de Miami, na Flórida.

Edward Archbold come insetos gigantes em um concurso de uma loja de répteis na Flórida, nos EUA
Edward Archbold come insetos gigantes em um concurso de uma loja de répteis na Flórida, nos EUA
Foto: AP

Archbold assumiu o desafio de comer insetos para agradar a um amigo que o acompanhava, que desejava obter a serpente como prêmio - o que ele conseguiu, apesar da morte de seu amigo. Mas depois de comer mais de 20 insetos gigantes, o homem começou a vomitar, desmaiou e morreu, indicou o jornal The Miami Herald.

Segundo as regras estabelecidas em um fórum online, o prêmio seria para "o homem ou para a mulher que comesse mais insetos em quatro minutos sem vomitar", algo que Archbold conseguiu fazer no tempo estipulado diante de uma multidão que acompanhava a inusitada competição.

Depois de comer as baratas e os vermes um por um, Archbold desmaiou fora da loja e foi levado a um hospital, onde foi declarado morto. Por enquanto, os investigadores do gabinete forense do condado de Broward aguardam os resultados da necropsia para determinar as causas da morte.

O dono da loja, Ben Siegel, disse ao jornal que o homem não pode ter morrido devido ao que comeu, porque, segundo sua versão, as baratas em questão "são comidas por pessoas em todo o mundo".

"Elas são criadas de forma caseira. São limpas, são criadas para alimentar mascotes exóticos. Vendemos animais caros, e estes insetos são perfeitamente seguros", disse o promotor da competição, que convocou cerca de 30 pessoas, das quais nenhuma ficou doente.

Até o momento especula-se que Archbold pode ter sofrido uma reação alérgica mortal.

EFE   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra