0

Hillary Clinton apoia casamento de pessoas do mesmo sexo

18 mar 2013
15h10
atualizado às 16h19

A ex-secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton, uma possível candidata presidencial em 2016, disse nesta segunda-feira que apoia o direito de gays norte-americanos se casarem.

Em um vídeo para o grupo Human Rights Campaing de defesa dos direitos dos gays, Hillary disse que apoiava o casamento gay "pessoalmente e como uma questão de política e de lei".

Norte-americanos gays, lésbicas, bissexuais ou transexuais "são nossos colegas, nossos professores, nossos soldados, nossos amigos, nossos entes queridos, e são cidadãos iguais e plenos e merecem os direitos da cidadania. Isso inclui o casamento", disse Hillary em um vídeo de cinco minutos de duração colocado no YouTube (http://youtu.be/6RP9pbKMJ7c).

Seus comentários foram feitos em meio a uma onda de declarações similares de outros políticos, tanto democratas quanto republicanos, e quando a Suprema Corte dos EUA está analisando dois casos de casamento gay.

No ano passado, o presidente Barack Obama anunciou seu apoio para o casamento gay, que já é permitido em nove dos 50 Estados dos EUA e na capital Washington.

No início deste mês, o marido de Hillary, o ex-presidente Bill Clinton, também comentou a questão, dizendo que a lei que ele assinou em 1996 definindo o casamento como entre um homem e uma mulher era inconstitucional e deveria ser derrubada.

O Partido Republicano se opôs ao casamento gay em sua plataforma da convenção de 2012, mas alguns republicanos famosos discordaram.

Entre eles o senador por Ohio Rob Portman, que na sexta-feira tornou-se o parlamentar republicano mais proeminente a apoiar o casamento gay, influenciado, ele disse, por saber que seu filho era gay. Líderes republicanos, no entanto, foram rápidos em reiterar sua oposição ao casamento de pessoas do mesmo sexo.

Durante sua má-sucedida campanha para a indicação presidencial democrata em 2008, Hillary disse que apoiou as uniões civis para casais homossexuais, mas não disse que apoiava o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Hillary vem sendo evasiva sobre seu futuro político depois de deixar o cargo de secretária de Estado no início deste ano, mas pesquisas mostram que ela continua popular como uma possível pré-candidata presidencial democrata para a eleição de 2016.

Explicando como sua opinião tinha mudado, Hillary citou seu trabalho na área de direitos humanos durante seus quatro anos como a principal diplomata dos EUA e sua própria crença. Ela também citou a felicidade que ela e o marido sentiram quando a filha deles, Chelsea Clinton, se casou alguns anos atrás.

"Desejo que todos os pais sintam aquela mesma alegria", ela disse.

(Reportagem de Susan Heavey)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade