1 evento ao vivo

Governo britânico espera possíveis ciberataques por Assange

14 dez 2010
05h53
atualizado às 07h18

O governo britânico se prepara nesta terça-feira para uma possível onda de ataques a seus portais na internet por ocasião do segundo comparecimento do fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, a um tribunal de Londres, que deve decidir sobre sua extradição à Suécia.

info infográfico wikileaks julian assange perfil
info infográfico wikileaks julian assange perfil
Foto: AFP

Assange foi detido há uma semana pela polícia britânica a pedido das autoridades suecas, que querem interrogar o ativista com relação aos supostos crimes sexuais, que, segundo Estocolmo, não têm relação com a publicação de centenas de milhares de documentos diplomáticos.

O governo britânico se diz especialmente preocupado pela possibilidade de os hackers, que vêm agindo em represália por uma detenção que consideram política, atacarem sites relacionados com as devoluções da Fazenda ou determinadas prestações sociais. Anteriormente, os ativistas atacaram empresas como MasterCard, Visa, PayPal e Amazon, acusadas de terem cedido à pressão do Governo americano para romper seus vínculos com a WikiLeaks e Assange.

Estão convocadas para esta terça-feira manifestações diante do tribunal onde Assange se apresentará. Na ocasião, seus advogados solicitarão pela segunda vez sua liberdade mediante o pagamento de fiança, enquanto recusam as acusações imputadas a ele de estupro e assédio sexual.



EFE   
publicidade