0

Fotógrafa relata resgate de crianças em escola destruída por tornado

Sue Ogrocki, fotógrafa da AP em Oklahoma City, estava em escola destruída por um tornado e viu socorristas retirarem crianças dos destroços

21 mai 2013
09h30
atualizado às 09h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Eu deixei o escritório em Oklahoma City logo que vi os alertas de tornados na televisão. Eu tinha fotografado uma dúzia de tempestades na última década e sabia que se eu não chegasse ao meu carro antes da chegada da nuvem funil seria tarde demais. 

Menino é retirado dos escombros de escola por policial
Menino é retirado dos escombros de escola por policial
Foto: Sue Ogrocki / AP

Quando eu cheguei a Moore, tudo que podia ver era destruição. Eu caminhei na direção de pessoas sob um monte de escombros grande demais para ser de uma casa. Uma mulher me disse que era uma escola. 

Menino chama pelo pai após ser retirado dos escombros
Menino chama pelo pai após ser retirado dos escombros
Foto: Sue Ogrocki / AP

Eu esperava o caos quando me aproximei dos montes de tijolos e metal retorcido do que antes era a escola Plaza Towers. Em vez disso, estava calmo e ordenado enquanto a polícia e bombeiros retiravam crianças, uma a uma, debaixo dos escombros de uma grande parede que desabou. 

Parentes e vizinhos voluntários fizeram uma fila e ajudavam a passar as crianças resgatadas de um conjunto de braços para outro até que elas estivessem fora de perigo. Adultos carregaram crianças através de um campo cheio de pedaços de madeira e blocos de concreto até um centro de triagem montado em um estacionamento. 

Eles trabalharam rápida e silenciosamente para que os socorristas pudessem ouvir vozes de crianças presas sob os destroços. 

As equipes retiraram um menino dos escombros e estavam prestes a passá-lo para a corrente humano, mas o pai dele estava lá. Quando a criança chamou por ele, eles voltaram a estar juntos. 

Menina passa por corrente humana após ser retirada dos escombros
Menina passa por corrente humana após ser retirada dos escombros
Foto: Sue Ogrocki / AP

Nos 30 minutos que estive junto à escola destruída, fotografei cerca de uma dúzia de crianças sendo retiradas dos destroços. Eu foquei minhas lentes em cada um deles. Alguns pareciam confusos. Alguns choraram. Outros pareciam aterrorizados. Mas eles sobreviveram. 

Eu sei que estudantes estão entre os mortos no tornado, mas, por um momento, havia esperança na devastação. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade