0

FBI detém suspeito de enviar cartas com substância letal

17 abr 2013
21h43
atualizado às 21h47

A polícia federal norte-americana (FBI) afirmou ter detido nesta quarta-feira Paul Kevin Curtis, de Corinth, no Mississippi, acusado de ter enviado as cartas que continham a substância letal ricina a autoridades do país, incluindo o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Curtis, que foi preso em casa, "é suspeito de ser responsável pelo envio de três cartas pelo correio ... que continham uma substância granular que preliminarmente deu positivo para ricina", afirmou o FBI.

As cartas foram enviadas ao senador republicano pelo Mississippi Roger Wicker, à Casa Branca e a uma autoridade judicial do Mississippi, de acordo com a polícia federal.

Anteriormente, o FBI disse que não havia indícios de ligação entre esse incidente e o atentado de segunda-feira que matou três pessoas e feriu outras 176 junto à linha de chegada da Maratona de Boston.

(Reportagem de Tabassum Zakaria)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade