0

EUA: suspeito de atirar em escola escolheu vítimas por acaso

28 fev 2012
21h05
atualizado às 21h42

O promotor do caso contra T.J. Lane, suspeito de ser o autor do tiroteio desta segunda-feira em uma escola de Ohio, disse que o jovem escolheu suas vítimas por acaso e não tinha nenhuma relação com os três mortos. Lane, 17 anos, chegou escoltado por policiais com um colete à prova de bolas e parecia sereno em sua primeira e breve audiência perante um tribunal de menores, que decidiu que o jovem continuará sob custódia policial à espera da apresentação das acusações formais contra ele.

Cabisbaixo, o jovem T.J. Lane, suspeito de ser o autor do tiroteio na Chardon High School, deixa o tribunal
Cabisbaixo, o jovem T.J. Lane, suspeito de ser o autor do tiroteio na Chardon High School, deixa o tribunal
Foto: Reuters

O juiz do caso, Timothy Grendell, pediu hoje aos meios de comunicação que não mostrem imagens do acusado e que sejam muito precisos quando falar do caso, que comoveu a tranquila comunidade de Chardon, nos arredores de Cleveland. Até o momento, o saldo é de três mortos (Russell King, Nick Walczak e Demetrius Hewlin), enquanto um dos feridos, uma moça, recebeu alta e outro continua hospitalizado.

O promotor do caso, David Joyce, disse que o acusado disparou até dez vezes aleatoriamente contra seus companheiros na cafeteria da escola, que estava lotada no começo da manhã. Grendell estabeleceu o prazo de 1º de março para que apresentem acusações formais contra o acusado, embora amanhã esteja prevista uma nova audiência para dar tempo à defesa de revisar a informação.

Joyce informou posteriormente em entrevista coletiva que Lane poderia ser processado como um adulto, mas ainda é cedo para confirmar essa possibilidade. T.J. Lane é o único suspeito do tiroteio da manhã de segunda-feira na cafeteria do instituto de ensino médio de Chardon, no qual estão matriculados cerca de 1,1 mil estudantes. A polícia segue sem esclarecer os motivos que levaram Lane a disparar contra os estudantes da escola, que se encontrava ao lado da Academia Lake, dedicada a adolescentes com problemas e onde estudava o acusado.

Alguns estudantes garantem que Lane, que vivia com seu avô, era uma pessoa calada e que sofria abusos por parte de seus companheiros, embora outros tenham afirmado que o jovem tinha amigos. Segundo a emissora CNN, Lane utilizou uma pistola semi automática de calibre 22 que roubou de seu tio, que a havia adquirido legalmente, após deixar mensagens ameaçadoras em sua página no Facebook. Segundo o superintendente escolar de Chardon, Joseph Bergant, "como já vimos antes, isto pode acontecer em qualquer lugar".

Os institutos americanos realizam periodicamente simulações de tiroteios por parte dos alunos e muitos centros educativos foram projetados para que um possível pistoleiro não tenha onde esconder-se. Em 2007, um estudante sul-coreano da Universidade Politécnica da Virgínia matou 33 estudantes a tiros, enquanto em 1999 um tiroteio provocado por dois alunos na escola secundária de Columbine, no Colorado, terminou com 12 estudantes e um professor mortos.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade