PUBLICIDADE

EUA: cidade celebra Natal antecipado para criança com câncer terminal

Com câncer no cérebro, Devin Kohlman, 13 anos, deseja comemorar a data em casa

31 out 2013 14h40
| atualizado às 14h48
ver comentários
Publicidade

Enquanto a maioria das cidades americanas estava em meio às celebrações de Halloween, a comunidade de Port Clinton, no Estado americano de Ohio, se reuniu para uma cerimônia antecipada de Natal. Passar o Natal em casa é um dos últimos desejos de Devin Kohlman, 13 anos, que sofre com um tipo agressivo de câncer e está em estado terminal. As informações são da agência AP.

Sob temperatura amena, ao contrário do frio que costuma atingir a cidade no final de dezembro, na quarta-feira dezenas de pessoas se reuniram em frente à residência de Devin. Na falta de neve, moradores locais utilizaram raspas de gelo para simular o fenômeno. 

A ação foi a mais recente dos esforços para realizar o desejo de Devin, que deixou o hospital e retornou para casa no domingo. Um banco da cidade de Lake Erie montou uma árvore de Natal que pode ser vista da janela da residência e moradores também decoraram o parque com luzes, motivos natalinos e uma placa em que se lê "Feliz Natal Devin". 

Devin Kohlman descansa em sua casa na segunda-feira, uma dia após retornar do hospital
Devin Kohlman descansa em sua casa na segunda-feira, uma dia após retornar do hospital
Foto: AP

Na segunda-feira, centenas de pessoas, algumas delas com gorros, se reuniram no mesmo local para cantar canções natalinas. Até o Papai Poel apareceu, em uma motocicleta. "Papai Noel em uma motocicleta ganhou o maior sorriso que eu vi em um bom tempo", disse Alexis Kohlman, mãe de Devin, à multidão, segundo o jornal Port Clinton News-Herald. 

Um grupo de pessoas voltou a se reunir para uma vigília na noite de terça-feira para rezar pelo garoto, que assistiu e acenou de sua janela. 

 "Nós queremos que Devin tenha o melhor Natal da sua vida", disse Alexis a uma rede de televisão local. "E nós queremos ter certeza que ele comemorou este Natal".

Ela ainda acrescentou que nunca tinha visto uma resposta tão expressiva da comunidade. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade