0

EUA: casal de idosos começa a namorar 62 anos após 'amor de verão'

8 out 2013
03h47
atualizado às 03h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após 62 anos separado, um casal de americanos voltou a se comunicar por e-mail e voltou a ficar junto. A história foi contada pelo jornal UT San Diego.

Os dois oficializaram um relacionamento, mas, por enquanto, não há planos de casamento
Os dois oficializaram um relacionamento, mas, por enquanto, não há planos de casamento
Foto: Facebook / Reprodução

No verão de 1945, Chuck 'Red' Lewis, então com 17 anos, diz ter se apaixonado "à primeira vista" por Sandy 'Franci' Riggins, de 16, em Oceanside Pier, na Califórnia. Eles tiveram um breve relacionamento, durante o verão daquele ano, mas perderam contato após Sandy retornar para Los Angeles, onde vivia.

Chuck não tinha carro, mas chegou a visitá-la algumas vezes pegando carona. Após um tempo, porém, se distanciou. "Nós nos separamos involuntariamente. Isso não podia ter acontecido", contou.

"Ele era um jovem lindo interessado em mim, foi muito divertido. Quando desistiu de mim, partiu meu coração", lamentou Sandy, que se casou em Los Angeles e passou a adotar o sobrenome Gutting. 

Ela se tornou aeromoça da United Airlines e se casou com um dos passageiros dos seus voos. Eles tiveram quatro filhas e ficaram juntos por 17 anos, até o marido morrer.

Já Chuck se mudou para Seattle. Trabalhou na Aeronáutica e, em 1990, quandos e aposentou, retornou para Oceanside, cidade onde conheceu Sandy. Teve duas filhas, em dois casamentos diferentes.

Ele conta que, desde então, pensou muitas vezes no antigo caso de verão: "uma garota tão amável, me trazia muitas lembranças. Muitas horas durante os anos pensava nela".

Ambos guardaram, durante os 62 anos, algumas poucas fotos da época, sem qualquer esperança de se reencontrar.

Até que, em 2007, um amigo de infância de Chuck, que conheceu os dois em 1945, disse que conseguiu o contato de Sandy por e-mail e que ela viajaria para Oceanside para o aniversário de uma amiga. 

Ele diz que "não pensou duas vezes" e enviou um e-mail imediatamente. Após retomarem contato, ele a buscou no aeroporto, usando um chapéu vermelho, para lembrar seu apelido de adolescência: "red".

Os dois apenas jantaram na ocasião, mas, mesmo quando ela retornou para Los Angeles, passaram a se comunicar constantemente por e-mail. 

Recentemente, o casal oficializou seu relacionamento, apesar de ainda viverem em cidades diferentes. Eles se falam no telefone "das 9 da manhã às 9 da noite" e se visitam todas as semanas.

Não há, porém, planos de casamento. "Está funcionando bem do jeito que está", afirma Chuck. No entanto, o próprio admite que o caso poderia ter se tornado mais sério já em 1945.

"Às vezes penso o que teria acabado se tivéssemos continuado juntos naquela época. Acho que teríamso nos casado. Mas o passado não importa, o importante é nosso futuro e estamos juntos".

Veja também:

Miley Cyrus incentiva fãs a votarem nas eleições americanas
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade