0

EUA: ativista animal mata 31 cães resgatados e se suicida

12 nov 2013
10h12
atualizado às 10h15
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma ativista defensora dos direitos dos animais se suicidou depois de matar 31 cães resgatados que viviam com ela em Ohio, nos Estados Unidos. Sandra Lertzman, 62 anos, era diretora-executiva da Fundação de Direitos dos Animais, de acordo com o Huffington Post.

A polícia a encontrou morta dentro de seu carro, na garagem, junto com os animais. Os investigadores encontraram ainda uma carta de despedida. A última vez que Sandra foi vista com vida foi em 3 de novembro.

No site da fundação que ela dirigia, uma nota estima que a ativista tenha tirado a vida dos animais porque temia que eles voltassem a correr perigo após sua morte. "Sandy passou inúmeras horas, todos os dias, cuidando de cada cão e de seus problemas específicos com todo seu amor", diz a nota.

Apenas um cão sobreviveu, depois de escapar de dentro do carro e encontrar um buraco na garagem por onde respirar. O animal está agora com o marido de Sandra, Rick. 

A ativista poupou 20 gatos, que também viviam com ela.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade