0

EUA aderem a processo contra firma que aprovou Snowden

30 out 2013
19h25
atualizado às 19h25
  • separator
  • 0
  • comentários

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse na quarta-feira que aderiu a um processo judicial contra a empresa United States Investigations Services, que avaliou a ficha de Edward Snowden, responsável por vazar documentos sigilosos sobre os serviços americanos de espionagem.

Primeiras imagens divulgadas pelo WikiLeaks desde que Snowden recebeu asilo na Rússia
Primeiras imagens divulgadas pelo WikiLeaks desde que Snowden recebeu asilo na Rússia
Foto: AFP

O processo não tem relação com a contratação de Snowden para trabalhar como técnico terceirizado na Agência de Segurança Nacional. O autor da ação, ex-empregado da firma, alega que a USIS deixou de realizar revisões do seu controle de qualidade na apuração de antecedentes de candidatos a empregos ligados ao governo.

A mesma firma também deu aval à contratação de Aaron Alexis, um trabalhador terceirizado que matou 12 pessoas no mês passado num estaleiro da Marinha.

A empresa foi contratada em 1996 para avaliar candidatos a empregos em órgãos federais, mas desde 2008 usava um software que liberava investigações ainda incompletas, o que permitia à USIS cumprir suas metas de faturamento.

Blake Percival, ex-empregado da empresa, iniciou o processo com base na Lei de Falsas Alegações, que garante benefícios a denunciantes de fraudes contra o governo.

Uma porta-voz da USIS disse que a empresa estava cooperando com a investigação do governo, substituiu a sua liderança e melhorou seus controles desde que ouviu pela primeira vez as acusações, no ano passado.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade