0

Convenção melhora imagem de Romney entre latinos

3 set 2012
18h13
atualizado às 18h54

O candidato republicano à Presidência, Mitt Romney, e seu partido melhoraram levemente sua imagem entre os eleitores hispânicos nos Estados Unidos, depois da convenção em que se esforçaram para mostrar seus representantes latinos mais proeminentes, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

Apesar de o presidente democrata Barack Obama continuar concentrando a maioria dos votos hispânicos, seu rival "alcançou 30% de confiança" deste eleitorado, graças as suas promessas de emprego em Tampa (Flórida, sudeste), onde os republicanos realizaram sua convenção na semana passada, revelou a pesquisa da empresa Latino Decisions e o grupo ImpreMedia.

"Esses 30% são o percentual mais alto conquistado por Romney entre os eleitores latinos nesta pesquisa", disse Matt Barreto, diretor da Latino Decisions e professor associado de Ciências Política da Universidade de Washington, em Seattle.

Nas últimas pesquisas, Romney e os republicanos não tinham conseguido superar entre 20% e 24% na preferência dos hispânicos, enquanto o presidente Obama se manteve forte, com mais de 60% de apoio desta comunidade.

Um fator que influenciou as opiniões dos hispânicos consultados foi o fato de os republicanos terem convocado proeminentes políticos latinos no principal fórum de Tampa, entre eles o governador de Nevada, Brian Sandoval, a governadora do Novo México, Susana Martínez, e o senador pela Flórida, Marco Rubio.

Segundo a pesquisa, 21% dos eleitores latinos reagiram favoravelmente à presença desses políticos de origem mexicana (os dois governadores) e cubano-americana (o congressista).

Depois da convenção republicana, a empresa também observou algumas mudanças entre as prioridades que os hispânicos consideram que o próximo governo deve assumir.

A importância da criação de emprego e da melhoria da economia, a grande promessa de Romney, passou de 53% a 58% em relação à semana passada, e a imigração caiu nove pontos percentuais (de 51% a 42%).

Os outros temas importantes para os hispânicos são a reforma da educação nas escolas públicas (19%) e a da saúde (18%), informou a pesquisa realizada entre hispânicos registrados para votar, feita em inglês ou espanhol, nos 50 estados do país e com uma margem de erro de 5,6 pontos percentuais.

De acordo com a Latino Decisions, 50% dos latinos se declaram democratas; 14%, republicanos; 28% se identificam como independentes; e 7% apoiam outros partidos.

Em novembro, 12 milhões de pessoas votarão nas eleições presidenciais, segundo estimativas da Associação Nacional de Autoridades Latinas Eleitas e Nomeadas (NALEO, na sigla em inglês).

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade
publicidade