0

Danos causados por tornado nos EUA podem superar US$ 2 bilhões

22 mai 2013
18h34
atualizado às 18h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Os danos ocasionados pelo tornado que atingiu na segunda-feira passada a cidade de Moore, em Oklahoma (EUA), podem superar os US$ 2 bilhões, embora estas estimativas ainda sejam provisórias, informou nesta quarta-feira o Departamento de Seguros do estado. O comissário da agência estadual, John Doak, ofereceu este número esta manhã em entrevista à imprensa local, ao assinalar que poderiam ser similares aos do tornado que arrasou Joplin, no Estado do Missouri, há dois anos.

No entanto, uma porta-voz da agência estadual disse à Agência Efe que estas estimativas são "preliminares" e se baseiam apenas em uma avaliação "visual" do território danificado de cerca de 30 quilômetros. Por sua parte, Mick Cornett, prefeito de Oklahoma City, cidade que se encontra a cerca de 20 quilômetros de Moore, situou as perdas entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões e em 36 mil os cidadãos afetados.

O Serviço Meteorológico dos Estados Unidos classificou o tornado na categoria 5, a mais alta da escala Fujita, que contempla ventos superiores aos 320 quilômetros por hora. Segundo as autoridades estaduais, mais de 13 mil imóveis teriam sido atingidos pelo tornado, que deixou por enquanto 24 mortos e mais de 200 feridos. O tornado de Joplin de 2011 causou 161 mortes e danos estimados de US$ 2,2 bilhões.

A secretária de Segurança Nacional dos EUA, Janet Napolitano, percorreu Moore hoje e prometeu a ajuda do governo para acelerar as tarefas de reconstrução. Já a Casa Branca anunciou que o presidente dos EUA, Barack Obama, viajará para Moore no próximo domingo para inspecionar "em primeira mão" os danos ocasionados pelo tornado.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade