0

Chelsea, filha de Bill e Hillary Clinton, se casa em Nova York

31 jul 2010
22h01
atualizado em 1/8/2010 às 00h14

Chelsea Clinton, a filha do ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton e da atual secretária de Estado, Hillary Clinton, e Marc Mezvinsky se casaram neste sábado na localidade nova-iorquina de Rhinebeck, rodeados de parentes em "uma bela cerimônia e um dia perfeito", segundo disseram os pais da noiva através de um comunicado de imprensa ao término da cerimônia.

Chelsea e o marido, o banqueiro Marc Mezvinsky, posam com Bill e Hillary Clinton após a cerimônia
Chelsea e o marido, o banqueiro Marc Mezvinsky, posam com Bill e Hillary Clinton após a cerimônia
Foto: AFP

Os pais da noiva se mostraram emocionados e assinalaram que não poderiam ter desejado um dia mais perfeito para realizar o início da vida de sua única filha e o marido juntos. "Estamos felizes de dar a Marc as boas-vindas à família".

"Observamos com grande orgulho e emoção como Chelsea e Marc (32) se casaram em uma bela cerimônia no Astor Courts, na presença da família e de seus amigos mais próximos", disseram Bill e Hillary em um comunicado.

O sol estava forte em um dia de verão em que os habitantes de Rhinebeck, uma pequena localidade no vale do rio Hudson e a duas horas a noroeste de Nova York, viviam emocionados o que já foi considerado o "casamento do ano" por muitos meios de imprensa americanos.

Os Clinton - após a cerimônia mista que foi oficiada pelo rito judeu, como o noivo, e metodista, como a noiva - disseram que em nome dos recém-casados queriam agradecer aos habitantes de Rhinebeck por tê-los amparado e a todas as demais pessoas convidadas.

Da mesma forma que ocorreu com algumas das bodas reais europeias, alguns comerciantes puseram à venda por US$ 20 camisetas com a legenda "The Wedding (O Casamento)", com dois anéis entrelaçados, os nomes dos noivos e a data de hoje.

O rabino James Ponet e o reverendo metodista William Shillady oficiaram a cerimônia, segundo The New York Times em um de seus blogs.

O palco do casamento foi a histórica mansão de Astor Courts, construída há um século pelo milionário John Jacob Astor, situada perto do povoado e de difícil acesso para os muitos jornalistas, fotógrafos e câmaras de televisão de todo o mundo que assistiram ao enlace, protegido por centenas de agentes da Polícia do estado de Nova York e do serviço secreto dos EUA.

Ainda se desconhecem muitos dos detalhes deste casamento, que pode ter custado entre US$ 3 milhões e US$ 5 milhões. Antes do casamento, o ex-presidente dos EUA se mostrou contente com seu genro, que é filho de dois conhecidos políticos democratas, Marjorie Margolies-Mezvinsky e Ed Mezvinsky, agora divorciados.

Clinton disse que gosta muito de Marc. Chelsea Clinton e Marc Mezvinsky são noivos há cinco anos e se conheceram na adolescência, além de terem sido alunos ao mesmo tempo na universidade de Stanford (Califórnia).

Lista de convidados
A lista de convidados, em torno de 500, foi mantida em estrito segredo, mas os sites de notícias de celebridades especularam sobre a presença de Oprah Winfrey e de Steven Spielberg. O presidente Barack Obama não foi convidado: "não irei e devo dizer que será bastante difícil ter um presidente no casamento, quanto mais ter dois presidentes", declarou ao programa The View da rede ABC.

A Autoridade Federal de Aviação fechou o espaço aéreo para voos abaixo de 610 m de altitude sobre Astor Courts. A iniciativa teve como alvo os paparazzi, que normalmente tentam registrar fotos aéreas exclusivas de eventos com fortes medidas de segurança.

O jornal The New York Daily News informou que o Hotel Beekman Arms, considerado o mais antigo dos Estados Unidos, foi reservado para abrigar vários convidados. Os moradores de Rhinebeck, localidade a apenas três horas de carro de Nova York, saíram desde a manhã de sábado à caça de rostos famosos.

Com informações da AFP.

EFE   
publicidade