Eleições nos EUA

› Notícias › Mundo › Eleições nos EUA

Eleições nos EUA

Sábado, 9 de fevereiro de 2008, 17h24 Atualizada às 17h36

Apresentador é suspenso após ofender Hillary

Um apresentador da TV americana MSNBC foi suspenso por afirmar que a pré-candidata do partido democrata Hillary Clinton estava 'cafetinando' sua filha de 27 anos, Chelsea. David Shuster pediu desculpas publicamente duas vezes, mas Hillary anunciou, através de seu porta-voz, que cogitava não comparecer mais a debate na emissora.

O comentário foi considerado de mau gosto pelo coordenador de campanha da mulher do ex-presidente Clinton, Howard Wolfson, em entrevista coletiva na sexta-feira. A observação teve origem na acusação de que Hillary instruía sua filha para que ligasse para celebridades e delegados do partido democrata para ajudar em sua campanha.

O termo usado pelo âncora David Shuster (pimped out) remete diretamente a prostituição e é considerado extremamente ofensivo em países de língua inglesa.

Tanto Hillary quanto Obama têm participação marcada em um debate na emissora no dia 26 de fevereiro. Um porta-voz da campanha de Obama classificou os termos usado por Shuster como "deploráveis" e que não cabiam em um processo político. Os assessores de Hillary afirmam que ela pode não participar mais em programas na emissora.

Com agências internacionais

Redação Terra

Busque outras notícias no Terra