1 evento ao vivo

Síria: missão da Liga Árabe visitará Deraa, Hama e Idleb

28 dez 2011
07h59
atualizado às 08h49

Os observadores da Liga Árabe na Síria viajarão nesta quarta-feira à noite a Deraa (sul), Idleb e Hama (norte), três redutos dos protestos, assim como aos arredores de Damasco, informou à AFP o general sudanês Mohamed Ahmed Mustafa al-Dabi, coordenador da missão.

"Esta noite e na manhã de quinta-feira, os observadores visitarão Idleb, Hama, Deraa e um perímetro de entre 50 a 80 km ao redor de Damasco", afirmou o general, que desembarcou no fim de semana na Síria, onde o regime de Bashar al-Assad continua reprimindo os protestos e prosseguem os confrontos entre militares e desertores, segundo organizações ligadas à oposição.

O general Al-Dabi considerou "boa" a missão dos observadores em Homs na terça-feira, dia em que mais de 70 mil manifestantes contra o regime protestaram em um bairro desta cidade, que fica 160 km ao norte de Damasco. "Vamos a Homs para abordar temas administrativos com os revolucionários", explicou o general, antes de destacar que a missão da Liga Árabe "trabalha a favor da estabilidade e da segurança na região".

O general anunciou ainda que outros 16 observadores chegarão ao país para unir-se aos 50 presentes desde segunda-feira. "Outros observadores chegarão progressivamente, com o objetivo de cobrir toda a Síria", disse. O governo da Rússia pediu a Síria que conceda a maior liberdade possível aos observadores da Liga Árabe.

Nesta quarta-feira, quatro soldados do Exército sírio morreram e 12 ficaram feridos em uma emboscada executada por desertores na província de Deraa, anunciou o opositor Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), que tem sede em Londres.

Segundo a ONU, mais de 5.000 pessoas morreram na Síria desde o início da revolta contra o regime de Assad em março.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade