5 eventos ao vivo

Prefeitura de Argel não autoriza marcha da oposição

7 fev 2011
12h53
atualizado às 13h15

A wilaya (prefeitura) de Argel anunciou nesta segunda-feira que negou um pedido de autorização para uma marcha da oposição no próximo dia 12 na capital e propôs como alternativa a organização de um protesto em locais como um complexo olímpico.

"Em aplicação dos textos regulamentares em vigor, uma recusa foi notificada aos autores desta demanda", indicou a wilaya em um comunicado.

A manifestação poderá ser realizada em "um dos diferentes locais da capital, incluindo a cúpula do complexo olímpico Mohamed Budiaf com capacidade para 10.000 lugares", indica ainda o texto.

A Cooperação Nacional para a Mudança e a Democracia (CNCD), que agrupa a oposição e a sociedade civil, convocou uma marcha no sábado em Argel para pedir, entre outras coisas, a suspensão do estado de emergência, em vigor desde fevereiro de 1992 e uma "mudança de sistema".

Na semana passada, o presidente Abdelaziz Bouteflika afirmou que o estado de emergência será levantado "em um futuro próximo".

O estado de emergência foi instalado unicamente em resposta "à luta contra o terrorismo", afirmou Bouteflika.

O anúncio foi feito em meio a pedidos de membros da sociedade civil e partidos de oposição, que pedem o fim do estado de emergência da Argélia, país que enfrentou um conflito brutal em 1990 com insurgentes islâmicos que matou milhares de pessoas.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade