0

França descarta participação do Irã em negociações de paz síria

25 mai 2013
17h07
atualizado às 17h12
  • separator
  • 0
  • comentários

O ministro das Relações Exteriores da França, descartou no sábado a participação do Irã em uma proposta conferência de paz para a Síria, dizendo que Teerã estava envolvido no conflito e não tinha nenhum desejo de paz.

Laurent Fabius receberá o chanceler russo, Sergei Lavrov, e o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, em um jantar na segunda-feira para discutir como fazer com que o presidente sírio, Bashar al-Assad, e a oposição síria participem das negociações em Genebra.

Falando a bordo de um avião francês a caminho de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, Fabius disse que não havia "varinha mágica" para trazer as partes em conflito à mesa de negociação, mesmo parecendo que o governo de Assad tenha concordado em participar.

A Rússia disse que o Irã deve ser incluído na conferência de paz, que foi proposta em conjunto por Moscou e Washington e poderia ser convocada nas próximas semanas.

Mas Fabius disse que a presença do Irã na Síria através de seus oficiais que estavam "dirigindo operações" e por meio de seu aliado Hezbollah mostrou que o país não tinha lugar na mesa de negociações.

"Sim, os russos querem que o Irã tome parte em Genebra, mas nós nos opomos, porque o Irã não está atrás de uma solução política e, pelo contrário, lançou-se diretamente na batalha."

O Irã nega que tenha forças na Síria apoiando o exército de Assad, dizendo que as acusações foram inventadas pelos "verdadeiros inimigos da Síria".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade