Sites relacionados
11 de setembro
Terror na Espanha

 Notícias por e-mail

Fale conosco
Atentado em Londres
Quinta, 28 de julho de 2005, 15h07  Atualizada às 18h15
Inglaterra não reconhece visto de brasileiro
 
Galeria de fotos

AP
Clique na imagem para ver as fotos

Mais fotos:
» Veja os estragos das explosões
» Mundo se comove
Multimídia
Áudio e vídeo
» Rainha Elisabeth 2ª visita feridos em hospital
» ''Nasci de novo'', diz brasileiro que escapou do metrô pela janela
» Preparo evitou estrago maior
Áudio e vídeo
 Últimas de Atentado em Londres
» Família de Jean Charles diz que multa não é suficiente
» Britânico é acusado de envolvimento nos atentados de Londres
» Suspeito é acusado de possuir manual da Al-Qaeda
» Jean Charles: Brasil critica absolvição de policiais
O Ministério da Justiça da Grã-Bretanha divulgou um comunicado na tarde desta quinta-feira no qual afirma não reconhecer o visto carimbado no passaporte de Jean Charles de Menezes que daria ao brasileiro residência permanente no país.

  • Itamaraty reforça responsabilidade britânica
  • Assista: Corpo de Jean Charles chega ao Brasil
  • Opine sobre o incidente
  • Especial: Os atentados de 7 de julho

    Menezes trabalhava como eletricista na Grã-Bretanha e foi morto pela polícia londrina na estação de metrô de Stockwell (sul de Londres), no último dia 22. Segundo as autoridades, uma investigação revelou que o carimbo que está estampado no passaporte não corresponde ao tipo usado na data em que ele teria sido emitido pelo Departamento de Imigração e Nacionalidade da Grã-Bretanha.

    Segundo o órgão, Menezes entrou na Grã-Bretanha em 13 de março de 2002 e recebeu um visto turístico de seis meses. Posteriormente, afirma o ministério, ele solicitou um visto de estudante. O órgão afirma que o pedido foi aprovado no dia 31 de outubro de 2002. Foi dado a Menezes um visto válido até 30 de junho de 2003.

    O ministério afirmou não ter registro de qualquer outro pedido feito por Menezes. Procurado pela reportagem da BBC Brasil, o consulado brasileiro em Londres não quis comentar o conteúdo do comunicado das autoridades britânicas.

    A situação legal do brasileiro na Grã-Bretanha foi motivo de confusão no início da semana. Inicialmente, autoridades do Ministério da Justiça britânico disseram que o visto de Jean Charles de Menezes estava vencido.

    Em seguida, a família do eletricista negou essa versão, e tanto o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Celso Amorim, quando o seu colega britânico, Jack Straw, disseram em uma entrevista conjunta que o brasileiro estaria legalmente no país. Pouco depois, as autoridades britânicas afirmaram que não poderiam confirmar a situação legal de Menezes. Essa declaração foi a última até a nota desta quinta-feira.
     

  • BBC Brasil

    BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.