3 eventos ao vivo

vc repórter: brasileiros relatam tensão sobre tsunami por SMS

12 mar 2011
13h10
atualizado em 13/3/2011 às 20h44

Um grupo de brasileiros passou por momentos de tensão na manhã de sexta-feira na Polinésia Francesa, 600 km a leste da Austrália, por conta do alerta de que os efeitos do Tsunami que atingiu o Japão pudessem chegar ao território do Pacífico.

Os 25 brasileiros estavam hospedados em um hotel na região de Avatoru, quando a Defesa Civil pediu para evacuar o prédio. Os hóspedes foram encaminhados à única escola do bairro, por ser um ponto alto, onde ficaram durante quase 2 horas.

Por falta de informação da defesa civil, o casal de brasileiros Julio de Andrade Maia Junior e Tania de Andrade Maia tentaram ligar para o filho no Brasil, em busca de notícias, sem sucesso. Pais e filho então trocaram informações por mensagem de texto. Os pais relataram momentos de tensão e apreensão por conta do risco iminente e a falta de informação. "Faltando 1 hora para a onda chegar, eles chegaram a subir no telhado da escola. Eles ficaram lá até um fax chegar dizendo que a onda tinha morrido no oceano", relata Júlio A. M. Neto, com base nas mensagens dos pais.

Após o recebimento da notícia de que não havia mais riscos, os turistas foram liberados e voltaram ao hotel. Os pais de Julio decidiram não antecipar a volta ao País. "Eles inclusive foram mergulhar hoje (sábado, 12). Até brinquei com eles dizendo que no primeiro Tsunami (na Indonésia), houve uns mergulhadores que se salvaram por estarem embaixo da onda", conta Julio.

O internauta Júlio A. M. Neto, de São José dos Campos (SP), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui .

Na Indonésia, moradores aguardam fora de suas casas, em Manado, onde também houve alerta de tsunami
Na Indonésia, moradores aguardam fora de suas casas, em Manado, onde também houve alerta de tsunami
Foto: AP
vc repórter

compartilhe

publicidade
publicidade