0

Snowden recebe asilo por 1 ano na Rússia

1 ago 2013
15h40
atualizado às 15h44

O ex-analista da CIA Edward Snowden, acusado pela justiça dos Estados Unidos de vazar documentos confidenciais, recebeu nesta quinta-feira asilo temporário na Rússia por um ano, anunciou à imprensa seu assessor legal, o advogado Anatoli Kucherena.

Snowden trabalhou como assessor para a Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) e chegou a Moscou vindo de Hong Kong em 23 de junho de 2013.

Esta é a cronologia das datas mais importantes do caso:

2013

- 6 junho. - O jornal britânico "The Guardian" divulga que a NSA tinha acesso a registros telefônicos e na internet de milhões de usuários da operadora de telefonia Verizon nos EUA.

- A Casa Branca considera esta operação secreta "uma ferramenta crítica" para combater o terrorismo.

- 7 junho.- Os jornais "Washington Post" e "Guardian" revelam dois programas de espionagem secretos da NSA.

- A informação aponta que NSA e FBI recolhiam dados diretamente dos servidores de Microsoft, Yahoo!, Google, Facebook, PalTalk, AOL, Skype, YouTube e Apple.

- 9 junho.- Um jovem americano ex-analista da CIA que trabalhou como consultor para a NSA, Edward Snowden, revela que é a fonte utilizada pelos jornais. Snowden, que estava escondido em Hong Kong, para onde foi ao sair do Havaí, afirma que pensa em buscar asilo.

- 10 junho.- A imprensa australiana revela que o fundador do Wikileaks, Julian Assange, teve contato "indireto" com Edward Snowden.

- 11 junho.- A Booz Allen Hamilton, para quem Snowden trabalhava no Havaí, o demite por violação da política e do código de ética da empresa.

- Um porta-voz do Kremlin diz que a Rússia estaria disposta a estudar uma solicitação de asilo de Snowden.

- 12 junho.- Snowden dá mais um passo e assegura que Washington "está há anos espionando China e Hong Kong".

- 13 junho.- As autoridades dos EUA apresentam três acusações por espionagem e roubo de propriedade governamental contra Snowden.

- 16 junho.- O governo de Hong Kong assegura que tratará do caso Snowden de acordo com a lei.

- 22 junho.- Os Estados Unidos solicitam a Hong Kong a extradição de Snowden.

- 23 junho.- Snowden deixa Hong Kong e chega a Moscou em um voo comercial.

- O governo do Equador recebe uma solicitação de asilo de Snowden, revelou o chanceler equatoriano.

- 25 de junho.- O presidente russo, Vladimir Putin, reconhece que Snowden está na área de trânsito do aeroporto Sheremetievo de Moscou, e os EUA pedem sua extradição.

- 28 junho.- O pai de Snowden abre a porta para uma negociação que traga seu filho de volta aos EUA.

- 1 de julho.- Snowden pede asilo à Rússia, enquanto o presidente boliviano, Evo Morales, afirma estar disposto a concedê-lo caso seja solicitado pelo ex-analista.

- O presidente russo, Vladimir Putin, condiciona a concessão de asilo a Snowden à renúncia a toda atividade que prejudique os Estados Unidos.

- "The Guardian" publica que os serviços secretos dos EUA espionaram a missão da UE em Nova York e outras 38 embaixadas.

- 2 julho.- Snowden solicita asilo a 21 países.

- Portugal revoga a permissão de aterrissagem para reabastecimento do avião vindo de Moscou que transportava Evo Morales por suspeitar que Snowden pudesse estar a bordo. Morales nega que Snowden esteja na aeronave.

- 3 julho.- A Espanha permite ao avião de Morales reabastecer nas ilhas Canárias após o pedido ser negado por França, Portugal e Itália.

- 6 julho.- Morales oferece asilo político a Snowden, e o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, oferece asilo humanitário.

- 8 julho.- A embaixada da Nicarágua em Moscou recebe solicitação de asilo de Snowden.

- 16 julho.- O ex-técnico da CIA pede asilo temporário na Rússia.

- 26 julho.- O governo de Barack Obama anuncia que não pedirá a pena de morte para Snowden se a Rússia extraditá-lo.

- 31 julho.- O pai de Snowden, Lon, declara que viajará para Moscou para se encontrar com o filho.

EFE   
publicidade