3 eventos ao vivo

Seul pede a Pyongyang que renuncie a foguetes para pagar dívidas

7 dez 2012
06h09
atualizado às 06h26

A Coreia do Sul pediu à vizinha Coreia do Norte que renuncie ao caro programa de mísseis de longo alcance e que reembolse as centenas de milhões de dólares de ajuda alimentar sul-coreana recebida pelo regime comunista nos últimos 10 anos.

As autoridades sul-coreanas forneceram à Coreia do Norte 2,6 milhões de toneladas de ajuda entre 2000 e 2007, em um total de 720 milhões de dólares.

O auxílio era reembolsável em 20 anos com condições facilitadas, com um primeiro vencimento de 5,83 milhões de dólares. A quantia, que deveria ter sido paga em junho, não foi reembolsada, segundo o ministério sul-coreano dos Assuntos Intercoreanos.

"Apesar de não pagar sua dívida e de seu povo sofrer com a escassez de alimentos, a Coreia do Norte pretende lançar um míssil. É dinheiro esbanjado, que poderia ser utilizado para alimentar seus habitantes durante vários anos", criticou o porta-voz do ministério, Kim Hyung-Suk.

Seul calcula em 1,3 bilhão de dólares os gastos de Pyongyang em 2012 para o desenvolvimento de mísseis. O regime norte-coreano pretende lançar um foguete entre 10 e 22 de dezembro para colocar em órbita um satélite civil, depois de uma tentativa fracassada em abril.

Coreia do Sul, Estados Unidos, Japão, Rússia e outras potências ocidentais acusam o regime norte-coreano de querer, de fato, testar um míssil balístico, uma infração das resoluções da ONU.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade