1 evento ao vivo

Coreia do Norte: teste nuclear não é ameaça nem provocação

12 jan 2016
08h25
atualizado às 10h28
  • separator
  • comentários

O regime norte-coreano garantiu nesta terça-feira (12) que o teste nuclear realizado na semana passada não tinha como objetivo "ameaçar" nem "provocar" ninguém, embora tenha reconhecido que buscava, em parte, fazer frente à hostilidade dos EUA.

Foto: EFE

"A prova não teve como objetivo ameaçar nem provocar ninguém. Fez parte do processo indispensável (...) para conseguir de maneira simultânea o desenvolvimento econômico e fazer frente à dissimulada política de provocação dos Estados Unidos", disse em um comentário a agência estatal "KCNA".

Na quarta-feira passada (6), Pyongyang anunciou que tinha realizado seu quarto teste atômico subterrâneo e que pela primeira vez tinha feito explodir sob terra uma bomba de hidrogênio.

Este artefato seria mais poderoso do que os detonados pela Coreia do Norte em seus testes de 2006, 2009 e 2013, embora os especialistas duvidem que o regime tenha desenvolvido uma bomba H levando em conta o alcance que teve a explosão e consideram que provavelmente trate-se de uma arma de fissão potenciada.

Em qualquer caso, a última manobra do regime de Pyongyang conseguiu aumentar a tensão na península coreana e suscitou uma rotunda condenação da comunidade internacional.

Nesse sentido, o escritório da KCNA assegura que a notícia do "sucesso" do teste da primeira bomba de hidrogênio do país "comoveu o mundo" e que se pode afirmar com "dignidade" que os físicos nucleares da Coreia do Norte conseguiram "alcançar um novo nível".

A agência estatal sustenta, além disso, que o fato "ajudou a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) a estar plenamente armada com bombas H menores e padronizadas para foguetes balísticos capazes de fazer lançamentos de qualquer tipo por terra, mar e ar sem limite".

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade