PUBLICIDADE

Pyongyang adverte Seul e Washington contra novas manobras

5 dez 2010 02h20
| atualizado às 07h10
Publicidade

A Coreia do Norte advertiu neste domingo Seul e Washington que haverá consequências se foram realizadas novas manobras conjuntas no Mar Amarelo (Mar Ocidental) e assinalou que a situação política na região está alcançando "um nível incontrolável".

O ministro da Defesa sul-coreano, Kim Kwan-Jin (à esquerda), cumprimenta soldado da zona desmilitarizada entre o Norte e o Sul em Paju
O ministro da Defesa sul-coreano, Kim Kwan-Jin (à esquerda), cumprimenta soldado da zona desmilitarizada entre o Norte e o Sul em Paju
Foto: AP

Um informe da agência estatal norte-coreana KCNA, recolhido pela sul-coreana Yonhap, avisou que EUA e Coreia do Sul "não devem agir precipitadamente", mas estarem conscientes "das possíveis consequências de suas provocações militares".

Na quarta-feira passada, Coreia do Sul e EUA concluíram quatro dias de manobras navais perto da fronteira intercoreana no Mar Amarelo e assinalaram que planejam novos exercícios militares conjuntos em resposta às provocações norte-coreanas.

"Uma guerra em grande escala entre Norte e Sul terá graves consequências para a paz e a segurança na península e em toda a região", indicou o regime comunista norte-coreano através da KCNA.

EFE   
Publicidade