1 evento ao vivo

Princesa japonesa Aiko faz 10 anos recuperada do bullying

1 dez 2011
05h18
atualizado às 08h42

A princesa Aiko, filha única do príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, e da princesa Masako, completa dez anos nesta quinta-feira cada vez mais integrada com seus colegas de escola, para onde já vai sozinha desde a residência imperial.

Aiko, que está na quarta série primária da prestigiosa escola Gakushuin de Tóquio, conseguiu superar a ansiedade que sofreu no ano passado após ser vítima de bullying, e agora frequenta as aulas com normalidade há dois meses, informou a Agência da Casa Imperial do Japão.

Sua mãe, a princesa Masako, 47 anos, agora acompanha com menos frequência a filha até a escola. Em setembro, Aiko tinha participado de sua primeira excursão escolar acompanhada da mãe, com cerca de 120 colegas de escola durante duas noites em um povoado junto ao lago Yamanakako, na província de Yamanashi, a poucos quilômetros de Tóquio.

A pequena princesa jantou com seus colegas durante a excursão e, segundo fontes citadas pela agência de notícias Kyodo, a experiência lhe teria motivado a potencializar sua vida escolar. A princesa toca violoncelo, faz parte da orquestra da escola desde o meio do ano e demonstra interesse em aprender inglês.

Durante os 18 dias de novembro em que seu avô, o imperador Akihito, permaneceu hospitalizado devido a uma pneumonia, Aiko lhe escreveu uma carta e lhe enviou flores que ela mesma colheu.

A Agência da Casa Imperial destacou também a consternação e o interesse que Aiko sente pela devastação e pelas vítimas do terremoto e tsunami que atingiu o Japão em 11 de março.

Além disso, durante as restrições energéticas decretadas pelo governo após a crise nuclear na usina de Fukushima Daiichi, a princesa tomou a iniciativa de apagar todas as luzes desnecessárias na residência da família para contribuir.

A Lei de Sucessão do Japão estabelece que só um homem pode se transformar em imperador no país. Entre os quatro netos de Akihito, o único homem é o príncipe Hisahito, de cinco anos, filho do príncipe Akishino e da princesa Kiko.

Seu nascimento em setembro de 2006 paralisou os planos do governo japonês para reformar a lei, que teriam transformado Aiko na herdeira do trono imperial.

Aiko, que está na quarta série primária da prestigiosa escola Gakushuin de Tóquio, conseguiu superar a ansiedade que sofreu no ano passado após ser vítima de bullying
Aiko, que está na quarta série primária da prestigiosa escola Gakushuin de Tóquio, conseguiu superar a ansiedade que sofreu no ano passado após ser vítima de bullying
Foto: AP
EFE   
publicidade