0

Polícia de Sendai encontra centenas de corpos na costa

11 mar 2011
10h37
atualizado às 14h36

A polícia japonesa disse nesta sexta-feira ter encontrado entre 200 e 300 corpos na cidade de Sendai, na costa leste do Japão, após o terremoto seguido de tsunami que atingiu o país.

Horas antes, as autoridades haviam dito que ao menos 60 pessoas morreram e 56 estavam desaparecidas em consequência do tremor, o mais forte já registrado no Japão.

Sendai é a cidade mais próxima do epicentro do sismo, que teve magnitude 8,9 pela medição da Agência Geológica americana (USGS, na sigla em inglês).

Regiões agrícolas próximas à cidade, capital da Província de Miyagi, também foram inundadas pelas ondas de até sete metros que se seguiram ao terremoto. Incêndios aconteceram em diversas áreas em consequência do tremor e das mais de 50 réplicas, de magnitude inferior a 6.

O terremoto, que ocorreu por volta das 15h (horário local do Japão, 3h da manhã em Brasília), foi o sétimo mais forte já registrado em todo o mundo, de acordo com a USGS.

Emergência
O epicentro do abalo foi no fundo do mar, a uma distância de 160 km da costa, no mesmo local onde ocorreu um terremoto de 7,3 graus na última quarta-feira. A costa próxima à Província de Miyagi, a 373 quilômetros de Tóquio, foi a mais afetada pelo tremor.

Há relatos de que um navio transportando cem pessoas teria sido arrastado pelo tsunami e está desaparecido.

O governo japonês decretou estado de emergência na usina nuclear de Fukushima, 270 km a nordeste de Tóquio, depois que o sistema de resfriamento da usina falhou.

Outra usina nuclear na Província de Miyagi teria focos de incêndio, segundo relatos. Segundo oficiais, nenhum vazamento de radiação foi detectado.

O sistema de metrô de Tóquio parou de funcionar. Segundo a TV pública NHK, cerca de 4 milhões de casas estão sem energia elétrica em todo o país.

Alerta
A Agência Meteorológica do Japão emitiu alerta de tsunami para ondas de até 10 m em toda a costa do Oceano Pacífico, , incluindo a costa da Rússia, a América do Sul, o Estado americano do Havaí e a costa oeste dos Estados Unidos.

Autoridades das Filipinas e já autorizaram a evacuação de comunidades costeiras no norte e no leste do país. A Indonésia também alertou para um possível tsunami na região norte. Na costa do Havaí são esperadas ondas de 2 m de altura.

Em 1933, um terremoto de magnitude 8,1 atingiu a região metropolitana de Tóquio e matou mais de 3 mil pessoas.

Os tremores de terra são comuns no Japão, um dos países com mais atividades sísmicas do mundo, já que está localizado no chamado "anel de fogo do Pacífico".

O país é atingido por cerca de 20% de todos os terremotos de magnitude superior a 6 que acontecem no mundo.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
publicidade