1 evento ao vivo

Pequim vive manifestação após suposto estupro e morte de jovem

8 mai 2013
12h22

Centenas de cidadãos se manifestaram nesta quarta-feira em Pequim para exigir transparência ao Governo chinês sobre o suposto estupro seguido de morte de uma jovem de 22 anos na última sexta-feira, segundo confirmaram à Agência Efe testemunhas da manifestação.

O protesto aconteceu no distrito de Fengtai, no sul de Pequim e próximo ao Templo do Céu, em frente a um complexo de lojas onde as autoridades encontraram o corpo da jovem, confirmou hoje o Departamento de Segurança Pública de Pequim.

Segundo as primeiras investigações, a mulher, que procede da província de Anhui e trabalhava no complexo, entrou sozinha no edifício na quinta-feira e foi encontrada morta um dia depois.

O Departamento de Segurança Pública, além disso, assinalou que não encontrou nada "incomum" no corpo da vítima.

Nesta quarta-feira, os manifestantes expressaram suas dúvidas com relação à versão oficial, ao assinalar que a menina possivelmente foi estuprada e assassinada.

Segundo a Agência Efe pôde comprovar, a presença militar no local dos protestos e em zonas próximas é reduzida neste momento, com carros oficiais do Exército e veículos policiais cortando as ruas.

A manifestação desta manhã foi crescendo à medida que a história circulava através de mensagens enviadas por telefone celular, segundo contaram à Efe algumas testemunhas.

Protestos desse tipo não costumam acontecer em Pequim, devido ao rígido controle aplicado pelo Governo sobre tudo o que ocorre na capital.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade