2 eventos ao vivo

Passa de 1 mil o nº de mortos após desabamento de prédio em Bangladesh

10 mai 2013
00h15
atualizado em 4/12/2013 às 15h11
  • separator
  • comentários

O número de mortos após o desabamento de um prédio onde funcionavam fábricas têxteis em Bangladesh, no dia 24 de abril, passou de 1 mil, de acordo com o último levantamento divulgado pelas autoridades nesta sexta-feira, segundo informações da agência Associated Press.

<p>Número de mortos pode aumentar, uma vez que é incerto a quantidade de pessoas no prédio no momento do desabamento</p>
Número de mortos pode aumentar, uma vez que é incerto a quantidade de pessoas no prédio no momento do desabamento
Foto: Reuters

Oficiais disseram que 1.038 corpos já foram recuperados dos escombros do edifício, enquanto trabalhadores continuam a encontrar mais mortos. Segundo as autoridades, é cada vez mais complicado de identificar por causa de seu avançado estado de decomposição.

Mais de 2,5 mil pessoas foram resgatadas com vida desde o desabamento. É incerto o número de pessoas dentro do prédio no momento do acidente, o que torna impossível prever quantas pessoas ainda podem estar presas entre os escombros do edifício. A tragédia já se configura no pior desastre da indústria têxtil do mundo.

A ONU pediu às firmas mundiais de roupa que melhorem as condições dos empregados que têm em Bangladesh, um país que conta com mais de quatro milhões de trabalhadores do ramo e cerca de 5,4 mil fábricas têxteis.

O governo, que atualmente está preparando uma minuta para emendar a Lei do Trabalho que poderia representar algumas leves melhoras nas condições trabalhistas dos trabalhadores, fechou nos últimos dias 18 oficinas por motivos de segurança.

No último meio ano foram registrados quatro graves acidentes com vítimas em Bangladesh - três incêndios e um desmoronamento - em fábricas do ramo, o último deles um incêndio ontem em um bairro de Daca, que causou a morte de sete pessoas.

Com informações da agência EFE

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade