0

Papa diz que liberdade de expressão não dá direito de insultar a fé do próximo

15 jan 2015
10h51

O papa Francisco condenou nesta quinta-feira os assassinatos em nome de Deus, mas insistiu que não se pode insultar ou debochar da religião de outras pessoas.

Os comentários do Papa foram feitos a bordo do avião que o levava de Sri Lanka às Filipinas e se referiam aos ataques jihadistas contra a revista francesa Charlie Hebdo, quando 12 pessoas foram mortas.

Durante a entrevista informal, o papa também pediu aos líderes mundiais mais coragem nas negociações para chegar a um acordo global sobre a mudança climática na cúpula de Paris, no fim deste ano.

"Esperemos que os governos sejam mais corajosos em Paris do que foram em Lima", afirmou Francisco aos jornalistas a bordo do avião papal.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade