0

Imagens de satélite mostram aumento de programa nuclear norte-coreano

Instituto para a Ciência e a Segurança Internacional, no entanto, alerta que estimativa é baseada em hipóteses

8 ago 2013
06h19
atualizado às 07h58
  • separator
  • 0
  • comentários

Imagens de satélite sugerem que a Coreia do Norte pode ter duplicado sua capacidade de enriquecer urânio no complexo nuclear Yongbyon, informou um organismo privado americano que monitora o programa nuclear norte-coreano.

O Instituto para a Ciência e a Segurança Internacional (ISIS, na sigla em inglês) informou que as imagens mostram que as instalações da área de centrífugas de Yongbyon dobrou de tamanho nos últimos quatro meses. Quando Pyongyang revelou a existência das instalações a especialistas estrangeiros em 2010, a área tinha quase 2 mil centrífugas de enriquecimento de urânio.

Assumindo que a recente expansão permitiria duplicar a quantidade a 4 mil centrífugas, as instalações poderiam produzir anualmente até 68 quilos de urânio, quantidade suficiente para fabricar três bombas nucleares, segundo um comunicado do ISIS.

Pelo caráter secreto do programa nuclear norte-coreano, o ISIS admitiu que a análise é baseada em boa medida em hipóteses. As imagens de satélite não foram divulgadas. 

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/tensao-na-coreia/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/tensao-na-coreia/iframe.htm">veja o infográfico</a>
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade