2 eventos ao vivo

Naufrágio nas Filipinas deixa 24 mortos e 274 desaparecidos

16 ago 2013
21h10
atualizado às 21h10

Os grupos de resgate procuravam desesperadamente neste sábado as 274 pessoas desaparecidas após o naufrágio de um ferry na sexta-feira, nas Filipinas, depois do choque da embarcação com um navio cargueiro, anunciaram as autoridades locais.

O número de mortos subiu para 24, de acordo com o boletim mais recente divulgado pelo governo filipino.

Segundo o almirante Luis Tuason, vice-comandante da Guarda Costeira, 572 pessoas foram resgatadas com vida até a manhã deste sábado, além de 24 corpos de vítimas do naufrágio. Os socorristas procuram 274 desaparecidos.

O ferry "Thomas Aquinas", com 870 pessoas a bordo, naufragou perto do porto da cidade de Cebu depois de colidir com o cargueiro na noite de sexta-feira.

As autoridades navais não informaram a causa do acidente.

Rachel Capuno, uma oficial de segurança contratada pela empresa do ferry, disse a uma rádio local que a embarcação seguia em direção ao porto quando colidiu de frente com o cargueiro.

"O impacto foi muito forte," revelou, acrescentando que o ferry levou 30 minutos para afundar após a colisão.

O comandante da guarda costeira de Cebu, Weniel Azcuna, disse a jornalistas que o navio cargueiro, Sulpicio Express 7, não afundou. Ele levava 36 membros da tripulação a bordo.

Os ferries são um dos principais meios de transporte das Filipinas, país que tem mais de 7.100 ilhas, principalmente para as famílias que não podem viajar de avião.

Veja também:

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade