PUBLICIDADE

Mianmar concede visto de entrada a filho de Aung San Suu Kyi

12 nov 2010 - 06h30
(atualizado às 07h20)
Publicidade

As autoridades de Mianmar concederam o visto de entrada no país a Kim Aris, filho mais novo da líder opositora Aung San Suu Kyi, para que o jovem possa viajar para Yangun, onde há a expectativa de que a Nobel da Paz seja libertada nas próximas horas, informou nesta sexta-feira o periódico Irrawaddy.

Dos últimos 19 anos, ela passou 13 em prisão domiciliar. Em 2008, Suu Kyi foi classificada como a 71ª mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes
Dos últimos 19 anos, ela passou 13 em prisão domiciliar. Em 2008, Suu Kyi foi classificada como a 71ª mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes
Foto: Reuters

As autoridades militares já assinaram a ordem de libertação de Suu Kyi, que viveu sob prisão domiciliar durante 15 dos últimos 21 anos. O visto ao filho da líder opositora foi aprovado pela Embaixada birmanesa em Bangcoc depois de várias solicitações similares terem sido rejeitadas nos últimos anos.

Com a libertação, Aung San Suu Kyi poderá reencontrar o filho depois de dez anos. Embora os generais tenham lhe oferecido o exílio, Suu Kyi preferiu sacrificar a sua família e sua liberdade em prol da democracia. Entre outras restrições, a ativista não pôde despedir-se do marido, que morreu em 1999 em Londres devido a um câncer.

EFE   
Publicidade