0

Kim Jong-un alivia leis, libera pizza e calças para mulheres

3 jul 2012
10h48

Desde que assumiu o poder após a morte de seu pai no fim do ano passado, o líder norte-coreano Kim Jong-un vem promovendo um gradual relaxamento nas rígidas leis do país. De acordo com uma pesquisa do jornal britânico

Kim Jong-un é cercado por crianças, algumas delas chorando de emoção, durante encontro da União das Crianças Coreanas em Pyongyang
Kim Jong-un é cercado por crianças, algumas delas chorando de emoção, durante encontro da União das Crianças Coreanas em Pyongyang
Foto: AFP

Daily Mail

, entre as mudanças estão a permissão para que os norte-coreanos adquiram celulares, consumam comidas anteriormente proibidas - como pizza, hambúrgueres e batatas fritas - e as mulheres usem calças.

As medidas fazem parte de um programa do jovem líder norte-coreano para transformar o país em um "paraíso para crianças". "A poderosa e próspera Coreia do futuro na qual vocês serão os senhores, será um poderoso país onde casa estará repleta de risadas e todo mundo viverá em harmonia", disse Kim diante de uma multidão de 20 mil crianças durante cerimônia que marcou o 66º aniversário do União das Crianças Coreanas realizada recentemente em Pyongyang.

De acordo com o jornal britânico, no mês passado a TV estatal exibiu imagens de Kim visitando um parque de diversões e sorrindo ao andar na montanha-russa. O líder também foi mostrado visitando restaurantes de fast food que vem hambúrgueres e batatas-fritas. No passado, esses pratos eram proibidos no país por serem considerados muito ocidentais. No entanto, agora elas são endossadas pelo partido. "Esses estabelecimentos são presentes eternos para o povo dados pelo grande líder", disse a TV estatal.

Outra mudança que representa um relaxamento nas leis locais é a permissão para que mulheres usem calças em público. Antigamente, o único momento em que elas poderiam usar a vestimenta era durante a jornada de trabalho em fábricas ou no campo. Qualquer mulher flagrada vestindo calças estava sujeita a punições. "Se pegas, algumas delas cortavam as calças em público para transformá-las em saias", disse ao Daily Mail Park Ye-Kyong, que desertou do país para a Coreia do Sul em 2005.

Kim Jong-un recebeu o título de Supremo Líder em 28 de dezembro de do ano passado, após a morte de seu pai, Kim Jong-il, que era considerado um líder forte, porém frio. Para especialistas, essa postura de Kim Jong-un visa duplicar a imagem de seu avô, Kim Il-sung, fundador do país. "É tudo parte de uma formação de imagem para passar a impressão de uma figura calorosa e paternal, como seu avô", disse à rede americana ABC News, Dong Yong-Sueng, especialista em Coreia do Norte peço Instituto de Pesquisa Econômica Samsung.

Fonte: Terra
publicidade