0

Inundações na China deixam mais de 130 mortos

20 ago 2013
07h49
atualizado às 07h54
  • separator
  • comentários

As inundações provocadas pelas fortes chuvas dos últimos dias em diferentes regiões da China já deixaram mais de 130 mortos, indicaram meios de comunicação estatais nesta terça-feira. O balanço no nordeste do país chegou a 85 falecidos e 102 desaparecidos devido às inundações, descritas como "as piores em décadas", informou a agência de notícias estatal Xinhua.

Outras 49 pessoas morreram no centro e no sul da China, anunciou o ministério de Assuntos Civis. No sul, a província mais afetada é Guangdong, onde 28 pessoas morreram e 10 permanecem desaparecidas após a passagem do tufão Utor na semana passada, acrescentou.

O presidente Xi Jinping pediu prioridade para "todos os esforços em colocar as pessoas a salvo", informou a Xinhua na segunda-feira. Mais de 2,8 mil soldados foram mobilizados, disse a agência estatal chinesa.

Por sua vez, as inundações no leste da Rússia obrigaram as autoridades a evacuar mais de 23 mil pessoas nas regiões de Amur, Jabarovsk e no oblast autônomo Judaico, informou nesta terça-feira em um comunicado o representante especial do Kremlin no distrito federal do Extremo Oriente.

Devido às chuvas torrenciais presentes desde julho, os níveis do rio Amur bateram um recorde histórico na cidade de Jabarovsk. As autoridades enviaram água engarrafada e administraram refúgios para os desabrigados. O estado de emergência também foi decretado na região de Magadan, anunciou nesta terça-feira o ministério local das Situações de Emergência.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade